CAPACITAÇÃO – Trabalhadores do Complexo do Jurunas participam do projeto Feirante Empreendedor

“Quero estar totalmente capacitada para receber meus clientes, quando inaugurar o novo espaço” revelou a vendedora Mara Campos Maciel, que atua no anexo da feira do Jurunas com a venda de variedades. A permissionária, chegou cedo na tarde desta terça-feira, 17, na sede da escola de samba Rancho Não Posso Me Amofiá, para participar do ciclo de palestras de capacitação empreendedora, ofertadas pela Prefeitura de Belém (PMB) aos trabalhadores do Complexo do Jurunas.

A ação faz parte do projeto Feirante Empreendedor, promovido pela Secretaria Municipal de Economia (Secon), por meio da Sala do Empreendedor, que oferece orientações e cursos de capacitações de empreendedorismo aos pequenos negócios em expansão na capital paraense.

“Para que os permissionários exerçam as suas atividades no Complexo do Jurunas, a PMB separou uma programação especial, que será realizada em todos os meses, até a entrega da reforma do espaço, prevista para junho de 2020”, explicou a coordenadora da Sala do Empreendedor, Regina Vilanova.

Temáticas – Entre as temáticas que serão abordadas durante as capacitações estão Gestão Inovadora de Feiras e Mercados, Vantagens da Formalização, Empreendedor com Sucesso, Excelência no Atendimento, Redes Sociais Como Atrativo aos Clientes, Boas Práticas de Manipulação de Alimentos e Coleta Seletiva do Lixo.

Sérgio Alves de Sousa trabalha há 47 anos no Complexo do Jurunas com a venda de mariscos, a atividade foi herdada do pai, conhecido pelos clientes como Candiru. “Os fregueses que tenho hoje devo a ele, que sempre me ensinou a valorizar a clientela tanto pelo tratamento, quanto pela higiene do espaço. Por isso, esses pontos abordados nos cursos serão fundamentais para receber o nosso novo local de trabalho”, observou o vendedor.

Feirante Empreendedor – A ação vai percorrer outras feiras e mercados municipais de Belém, conforme cronograma da Secon. “As capacitações de empreendedorismo ofertadas aos permissionários do Complexo do Jurunas são apenas o pontapé para esse programa que deve contemplar os demais feirantes da capital paraense”, esclareceu o titular da Secon, Rosivaldo Batista.

Texto: Roberta Corrêa

Notícias relacionadas