MERCADO DE TRABALHO – Cerca de 3 mil Jovens Aprendizes foram contratados em 2019 em Belém

O ano de 2019 se encerrou com um saldo animador quanto à contratação de Jovens Aprendizes na capital paraense. Segundo dados divulgados pela Secretaria Municipal de Economia (Secon) e Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese-PA), foram contratados formalmente no mercado de trabalho, em Belém, 2.901 pessoas, entre 14 e 24 anos, inscritos no programa de incentivo profissional de adolescentes e jovens.

“O estudo da Secon e Dieese tem como base as informações captadas de janeiro a novembro de 2019 pelo Cadastro Geral de Empregos e Desempregos do Ministério da Economia, que revelou, inclusive, o perfil e o setor de maior empregabilidade desses Jovens Aprendizes”, destacou o supervisor do Dieese no Pará, Roberto Sena.

Entre as abordagens da pesquisa do Cadastro Geral de Empregos e Desempregos do Ministério da Economia (Caged) está o quantitativo do gênero nas contratações. Das 2.901 admissões formais de Jovens Aprendizes ocorridas em Belém, a maioria era do sexo masculino, com o total de 1.536 jovens (equivalente a 52,9%), e o restante, 1.365 jovens, do sexo feminino (47,1%).

Empregabilidade – Quanto às atividades econômicas com maiores empregabilidades, o estudo da Secon e Dieese-PA mostrou que o setor de Serviços foi o que mais contratou Jovens Aprendizes na capital, com o total de 1.301 pessoas, o que equivale a 44,8% de todas as contratações. Em sequência está o setor do Comércio, com a admissão de 1.229 jovens (42,4%); setor da Indústria de Transformação, com a contratação de 183 jovens (6,3%); setor da Construção Civil, com a admissão de 155 jovens (5,3%) e o setor de Serviços de Indústria e Utilidade Pública, com a contratação de 29 jovens (1%).

Para o titular da Secon, Rosivaldo Batista, a contratação pelas empresas de Jovens Aprendizes é essencial. “Esse tipo de contratação aquece a economia local e ainda contribui para a preparação e inserção do jovem profissional ao mercado de trabalho, cada vez mais competitivo e qualificado”, observou Batista.

Ranking de contratações no Pará – Em 2019 foram admitidos 7.422 Jovens Aprendizes em todo o estado do Pará. Belém foi o município paraense com o maior número de contratações, com 2.901 pessoas, o que representa 40% de toda a admissão estadual. Em sequência está Ananindeua, com a admissão de 688 jovens, equivalente a 9,3% do total das contratações no estado; Marabá com a contratação de 558 jovens (7,5%); Castanhal com a admissão de 528 jovens (7,1%); Parauapebas com a contratação de 409 jovens (5,5%); Santarém com a admissão de 346 jovens (4,7%); Barcarena com a contratação de 309 jovens (4,2%); Altamira com a admissão de 224 jovens (3,0%); Paragominas com a contratação de 210 jovens (2,8%) e Benevides com a admissão de 143 jovens (1,9%).

Texto: Roberta Corrêa

Notícias relacionadas