«

»

Prefeitura monta força-tarefa para diminuir os impactos em Belém de acidente na ponte sobre rio Moju

Want create site? With Free visual composer you can do it easy.

c2e17172-80f4-4747-987e-ef4993172557

Em virtude do trágico acidente ocorrido na madrugada deste sábado, que destruiu parte da ponte sobre o Rio Moju, o fluxo de veículos que circularia pela ponte migrou para balsas, e toda a área de portos da avenida Bernardo Sayão, em Belém, já começou a sentir os reflexos disso. Para diminuir estes impactos, a Prefeitura de Belém montou uma força-tarefa envolvendo diversos órgãos, que atuarão na área por tempo indeterminado.

Já na manhã deste sábado,06, a área da avenida Bernardo Sayão e adjacências conta com a presença de 20 servidores municipais trabalhando para diminuir os conflitos no trânsito no local, sendo oito agentes de trânsito da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém – SeMOB para orientar o fluxo de veículos em geral; quatro agentes de transporte também da SeMOB, para orientar o transporte coletivo que circula na área; e mais oito guardas municipais.

O aumento do tráfego, em especial de carretas e caminhões, tem deixado reflexos para além da Bernardo Sayão, em vias como a Roberto Camelier, Perimentral, Padre Eutíquio, Augusto Corrêa, Alcindo Cacela e, em maior grau, na José Bonifácio, que deve ser evitada. Quem desembarcar em Belém deve buscar rotas de saída imediatas, como da Bernardo Sayão para a Padre Eutíquio, ou da Augusto Corrêa para Perimetral, e evitar entrar na José Bonifácio. A duplicação da avenida Bernardo Sayão no ano passado e a mudança recente no sentido da Padre Eutíquio, que em março ganhou mão única em toda a sua extensão, estão colaborando para escoar o trânsito, e quem não precisar circular na Bernardo Sayão deve evitar a área.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.